capa_perifeminasSobre a Obra:

O que esperar de um livro feito somente por mulheres?
O que esperar de um livro feito por mulheres da Periferia?
E, o que esperar de um livro feito por mulheres, da periferia e do Hip Hop?
VIDA! Espere Vida!
Com todos os seus apetrechos e detalhes.
A ótica feminina vista de outro ângulo. Você vai se emocionar com historias verídicas de mulheres resistentes que lutaram e lutam por seus direitos. Historias de superação, aceitação, lutas, conquistas, derrotas, angustias, liberdade e transformação. Cada uma com sua particularidade. Mas todas entrelaçadas por uma realidade: Mulheres Periféricas. Nomes que muitas pessoas nem ouviram falar, mas que terão a oportunidade de conhecer e viajar no tempo. Nesta obra você terá oportunidade de conhecer a primeira mulher que escreveu uma letra de rap, que na época fez para o grupo do seu irmão, assim como a primeira mulher que gravou um LP. Mulheres que enfrentaram preconceitos por serem mulheres, por ser de famílias menos favorecidas, por ser mães solteiras e que mesmo diante de todos os obstáculos acreditaram e correram atrás de seus sonhos e conquistaram seu espaço. Ativistas que fazem acontecer. Que se movimenta com o movimento. Mulheres de carne, osso e coração ou Mulheres de coração, carne e osso. Não importa. O que realmente importa, é o que elas têm a dizer. E elas tem muito a dizer! Não contado por revistas, jornais ou outros meios de comunicação, mas vividos, escritos e eternizados pelas próprias protagonistas de suas historias. Mulheres do Hip Hop. Mulheres no Hip Hop. Onde tudo começou, onde tudo continua… afinal, a roda da vida não para. Para quem pensou que não há registro de guerreiras do Hip Hop, venha conosco nesta incrível e respeitável obra e conheça cada uma dessas mulheres. Relatos ocultos, Contos reais, encontros e desencontros viram Poesia. Sentimentos guardados e trancados, hoje não ficarão mais calados. O Grito! A Libertação!
SIM, NÓS PODEMOS!!
SIM, NÓS EXISTIMOS!!
SIM, NÓS PENSAMOS!!
Leia-o,
Sinta-o,
Enxergue o mundo que vai além das páginas escritas no livro… Aqui contamos um trecho de nossas vidas. Aqui deixaremos registrado por toda eternidade, nossa existência. 1980, 1990, 2000. As pioneiras do Hip Hop em conjunto com as novas militantes surpreendem numa única Orquestra. Livro: PerifeMinas. Mais que uma conquista, mais que uma realização. A sinfonia da construção e do fortalecimento.

Georgette Maloupas
Grupo Odisseia das Flores
Frente Nacional de Mulheres no Hip Hop/SP.

Perifeminas