capa_meu_luSobre a Obra:

MEU LU… MINHA VIDA – Dia vinte e sete de junho de dois mil e nove. Entramos num trem chamado “vida a dois”. Tudo estava acontecendo como sempre sonhamos. Mas o que não sabíamos é que a sua estação estava chegando. E você desceu cedo demais, deixando-me só. Ainda estou neste trem, esperando um dia descer numa estação. E só desejando uma coisa: que você esteja lá, me esperando. Te amo todos os dias.

Meu Lu… Minha Vida