capa_como_vc_pode_sobreviverSobre a Obra:

COMO VOCÊ PODE SOBREVIVER – Este é um dos livros que deveriam estar sempre a mão de quem necessitasse fazer (ou não fazer) alguma coisa para melhorar sobreviver (ou apenas viver melhor) neste mundo. Embora o planeta terra venha sendo transformado pelos humanos  em uma aldeia global, o nosso dia a dia (e mesmo a noite) ocorrem eventos que nos exigem imediatas reações. O objetivo do presente livro é justamente orientar os leitores para que possam se prevenir, precaver, evitar, controlar, atenuar acidentes que acaso lhes aconteçam não apenas em ambientes rurais, como ainda nos lugares urbanizados. Em linguagem simples e até humorística, de propósito, são repetidos preciosos conhecimentos básicos sobre acidentes que podem ocorrer quando alguém caminha, usa viaturas, cavalga, nada, navega ou até voa. Cada um deles é analisado em linguagem amena e ilustrado. A sobrevivência é bastante tratada em cada diferente ambiente, rural ou sertanejo, urbano ou citadino, em seus aspectos de prevenção, enfrentamento e de sugestões, inclusive em casos de conflitos armados. O primeiro socorro ou socorro urgente é explanado através de noções sobre sistemas orgânicos do corpo humano, e são apresentados lembretes sínteses de  acidentes comuns e como preveni- los, remedia- los, e curá- los.  Constam de outros interesses capítulos as noções de como, nas diversas regiões e situações, pode- se obter água, comida, abrigo; de como se orientar, se comunicar, se deslocar e de como se deve carregar bagagens, manufaturar objetos. Neste quase manual, ainda são encontradas as dicas para manter- se com a mente sã e o corpo saudável, conforme constam de dois capítulos. Encerrando o livro, foram incluídos conhecimentos atualizados sobre alguns dos seres vivos que podem eventualmente, se apresentar como animais, plantas ou fungos perigosos para os humanos.

 

Sobre o Autor:

Alceo Magnanini Nasceu na capital de São Paulo (26 de outubro de 1925), veio Para o Rio em 1933, onde reside até hoje. Assim, é paulistano por nascimento e carioca por afeição até 2011, quando recebeu o titulo de Cidadão Honorário do Rio de Janeiro, em decreto da Câmara dos vereadores. É engenheiro agrônomo (Esc. Nac. agronomia, em 1948) e especializou- se em Ecologia e Conservação da Natureza, com pesquisas e trabalhos executivos, desde 1943 até hoje, em vários órgãos oficiais (federais e estaduais) e privados. Exerceu mais de 20 cargos públicos, como: geógrafo de carreira no CNG (IBGE); Naturalista- auxiliar  do Mus. Nacional RJ; Naturalista – pesquisador no JBRJ; Secretário executivo da Campanha nacional de educação Florestal(M Agric); chefe da seção de pesquisas Florestais do SFF; Diretor do Parque Nacional da Tijuca(DRNR- IBDF); chefe de pesq. Do CNPq (CNPq- PR); conselheiro do conselho Florestal Federal(CFF-M. Agric); diretor do Dep. De Pesq. Florestais e conservação da natureza  (IBDF-M. Agric); coordenador da Coord. Reg. Leste do IBDF; diretor executivo da fundação Brasileira para a conservação da natureza (FBCN); chefe da divisão de avaliação e orientação Ecológica- DECOM- FEEMA; Vice presidente da FBCN  (1987- 1990); presidente da FBCN (1990); presidente do Inst. Altervita (2000- 2003). Participou. Desde 1955, em mais de 70 programas e projetos ambientais, de várias regiões do Brasil (RGS, SC, PR, SP, RJ, MG, ES, DF, GO, BA, AL, PE,CE, PI MA, PA,AP,AM, AC E RO) Foi professor do ME (1956), da Fac Lafayette (desde 1957até 1964), do MEC (1971), de UFRJ 91971 a 1972). Representou o Brasil e instituições brasileiras em congressos internacionais no Brasil, Suécia, Peru, Argentina e Estados Unidos. Ministrou cerca de 345 conferências e palestras e é autor (ou coautor) em mais de 170 livros e artigos, versando sobre Ecologia, conservação da natureza, Florestas, Solo, Flora, Fauna, Planejamento e Ocupação de Áreas, Parques Nacionais, Reservas biológicas, Áreas de proteção Ambiental, desde 1952. Recebeu mais de 25 homenagens e prêmios desde 1947. Tem 66 anos de carreira no serviço publico (estaduais e federais), com: 6 anos no CNG-IBGE; 4 anos  no JBRJ; 6 anos no SFF; 4 anos no CPFC- GB; 4 anos no DRNR; 7 anos no IBDF; 23 na FEMA; 8 anos no IEF; 3 no INEA; aos quais cumulativamente, agregam- se 8 anos de magistério (Fac. Lafayette, Fac. Maria Thereza e UFRJ).

Como você pode sobreviver