capa_canto_da_criacaoSobre a Obra:

CANTO DA CRIAÇÃO E DA REDENÇÃO – Henri-Julien-Félix Rousseau quando confunde em seus quadros propositalmente o verde das matas com a vestimenta dos homens nas suas tonalidades policromáticas que tendem para o sombreado na pintura, está sempre tomado por um espírito hilozóico a-dialético perfazendo o binômio Natureza-Cultura. Nas pinturas do inclassificável Henri-Julien- Félix Rousseau, amado por Picasso e Braque, há como uma emolduração na mente de uma espécie de prosopopeia de imagens e bichos na ousadia de um sonho que está sendo sonhado. O aduaneiro, le douanier, como era conhecido, recusando os cânones da arte naturalmente reconhecida, tem, a nosso ver, a intenção de transparecer nos seus quadros deverasmente a contenção e a singeleza de um estilo ingênuo e infantil, infantil no que essa palavra pode conter de melhor, não poluído, não estabelecido, não fomentado já sem razão aparente, oriundo. Rousseau pensa trazer mais contraidamente a beleza ela-mesma, firme e invulgar, longe dos modismos das pinturas pensadas e premeditadas, que não têm mais o frescor da simplicidade inventiva e muda, aquela sem rodeios. Momentos intempestivos de uma natureza onde os animais parecem espreitar, suspeitar e serem cúmplices do espectador e até mesmo dos seres humanos presentes nas suas obras de arte. Em suas selvas pintadas há um grito do que ainda está por fazer-se na natureza; nas suas florestas uma consciência do Self de terna melancolia, entremeada em magníficas árvores frondosas.

Sobre o Autor:

Tadeu Tabajara Duarte Rodrigues ministrou aulas na UERJ para o curso de Filosofia nos anos de 2001, 2007, 2008, 2009 e 2010 das seguintes cadeiras: Filosofia da História, Filosofia da Religião, História da Filosofia Medieval, História da Filosofia Moderna, História da Filosofia Contemporânea, Antropologia Filosófica, Metodologia Científica e Epistemologia Científica. Ainda nesse mesmo período lecionou para vários cursos do Departamento de Ciências Humanas, a saber, Ciências Sociais, História, Comunicação Social, Pedagogia e Serviço Social em suas várias disciplinas específicas. É autor do livro Natureza e Política em Nietzsche pela mesma Livre Expressão Editora e de vários artigos publicados em CD-Rom. Doutor em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ ), Mestre em Filoso a pela Universidade Federal do Rio de Janeiro ( UFRJ ) e Bacharel em Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), o autor interessa-se particularmente
por Ontologia e Metafísica, Filosofia da Cultura e Filosofia das Ciências.

Canto da Criação e da Redenção