capa_alcool_e_fosforosSobre a Obra:

ÁLCOOL E FÓSFOROS NO FIM DO TÚNEL – Igor Matacavallos, um jovem de 25 anos, acaba de dar uma guinada radical em sua vida: largou o emprego (que odiava), saiu da casa dos pais (principalmente por conta de problemas de relacionamento com sua mãe), e decidiu se tornar escritor. Só que Igor acaba se entregando a um estilo de vida totalmente desregrado: passa a beber demais e a sair para a noite com frequência. Entre uma transa e outra faz suas observações ácidas sobre as pessoas da era em que vivemos, e é em uma dessas noites de gandaia com seus companheiros de baderna (Rangel, João e Lúcio) que Igor conhece Marina, uma garota de classe média-alta que provoca grandes mudanças em seu modo de tocar a vida: lançado em um relacionamento quase contra sua vontade, Igor precisa retornar às questões que sua irremediável arrogância sempre o fez evitar; o relacionamento problemático com sua mãe, a forma seminula como vê seu pai, a morte de Tomás, seu irmão mais velho, e até mesmo aquilo que ele se propõe a escrever. Marcado por uma linguagem pop, forte e original, Álcool e Fósforos no Fim do Túnel prima pela originalidade em sua forma, com rapidez de raciocínio, e constantes fugas na narrativa, em que, ao mesmo tempo que conferem maior profundidade à história, também evidenciam a dificuldade de concentração no plano racional e de conexão no emocional que a geração Y enfrenta; uma geração marcada por ser a última a viver algo de um mundo analógico, mas que ainda encontra dificuldades em lidar de forma eficiente com outras pessoas sob a lógica de raciocínio totalmente digital dos dias atuais.

Sobre o Autor:

Nascido em 1986 em São Paulo, Lindolfo Roberto Nascimento se profissionalizou mecânico de usinagem (especializando- se em ferramentaria de corte, dobra e repuxo no SENAI) durante a adolescência, e apesar de viver no subúrbio da cidade, não se tornou nem operário nem presidente – mas às vezes toma uma cachaça. Formou-se em Publicidade e Propaganda pela PUC-SP em 2009, e atualmente integra o amontoado artístico Coletivo 13ZTA atuando como redator. Seguidor da máxima punk do “make yourself”, juntou as peças de suas vivências e vislumbres para publicar este errático “Álcool e Fósforos no Fim do Túnel”. Se não gostar, queime. Sem direito a reembolso.

Álcool e Fósforos no Fim do Túnel